devaneios

Visto por laços familiares

Oi, pipol!
Muita gente me pergunta se eu vim morar aqui ilegal, qual tipo de visto eu tenho, até quando ele vale.. essas coisas. Vamos lá botar os pingos nos i’s. O tipo de permissão de residência que eu tenho é o por laços familiares. Só há 3 possibilidades de se conseguir um visto para morar na Suécia como manda o figurino:

  1. à estudos (com uma vaga já garantida)
  2. à trabalho (com uma oferta de emprego já garantida)
  3. ou quando você tem um relacionamento com alguém que mora aqui, pode ser namorado(a) ou algum familiar. E só.

E se vier pra cá como turista, não precisa de visto e é permitido ficar até 3 meses por conta do Tratado de Schengen. E para europeus que vem pra cá morar é o mesmo esquema, eles também precisam ter um dos 3 itens acima.
Para aplicar para o visto é preciso fazer os trâmites através deste site:
http://www.migrationsverket.se/info/flytta.html
Para que o processo corra mais rápido, eu super aconselho a fazer todo o processo on line! (o site te dá a opção de enviar a documentação via anexo ou correio, opte pela primeira!). Paga-se uma taxa no valor de SEK 1500, por volta de BRL 525 +-. Depois de pago, a pessoa que você disse ter algum tipo de laço vai receber um questionário também. Todo o processo é meeega tranquilo! Comigo foi o seguinte, eu apliquei em meados de novembro de 2012, e no começo de janeiro já fui fazer a entrevista no consulado sueco no Rio. A entrevista é super tranquila, você explica como conheceu fulano, quantas vezes já foi pra Suécia, quais são seus planos.. sascoisas. E tudo foi rapidex, exceto pelo fato de que tive que renovar meu passaporte e isso fez com que as coisas caminhassem um pouquinho mais lentas.. mas foi bom, consegui ficar morando por mais um tempo no Rio 🙂 Meu passaporte só foi ficar pronto em abril. Geralmente, todo o processo do visto leva geralmente de 3-6 meses e pode ser estendido para 9! Comigo foi dentro do prazo, PORÉM, eles me enlouqueceram dizendo que seria estendido para 9 meses, eu quase pari e liguei muito, mandei emails e tudo mais para saber em que pé a coisa tava. Fica a dica que o que mais leva tempo é quando sua documentação já foi enviada para a Suécia e lá que a coisa empaca, aí você tem que descobrir quem é o filho de deus que tá cuidando do seu caso. E eles sempre vão querer te dar a desculpa de que estão atolados porque receberam muitos refugiados.
Mas acredite, curta bastante o momento de espera no Brasil baronil. Sei que é angustiante mas quando você já tiver morando aqui, meu bem, te garanto que você vai ter sonhos eróticos com goiabada.. e morrer de saudade de muita coisa que você achava que nem era tão importante assim. Sem contar que a Suécia é totalmente o oposto do nosso país. Então se lambuze comendo doce de leite, tome bastante sol na laje, vá muito na manicure.. porque aqui, meu bem, não vai ter essas regalias não.

˜

Quando receber a aprovação da Migrationsvekert, você vai receber uma cartinha dizendo que poder mudar pra Suécia. Você só vai sair do Brasil com a carta de aprovação, o restante do processo é feito aqui. Relaxa e goza. Então assim que você botar seus lindos pés no país do Sol luz de geladeira, você, imediatamente, vai lá no Migrationsvekert (até perco o fôlego pra falar esse troço) e se registra (fala estoy aquí! chegay!) , faz a biometria e tira a fotenha. Você vai receber dois cartões, o primeiro vai ser referente a validade do seu visto e o segundo é o tão falado personnummer. E o ps demora um pouquinho para chegar, em média 4 semanas. Assim que isso acontecer, já corre lá no Vuxenutbildning e se inscreve para o SFI (svenska for invandrare/ sueco para imigrantes). O curso é gratuito, e demora, mais ou menos, um mês e meio pra que você possa começá-lo. Ou seja, leva aí uns 3 meses para você poder ficar mais ativo na parada… E mega importante, quanto te perguntarem quanto tempo de escola você fez, responda contando a partir da 1* série. Eu mongol, que fiz só até o ensino médio, disse que só tinha feito 9 anos de escola.. e ao total foram 11, na verdade. Digo isso porque existem escolas diferentes. Por exemplo, aqui em Gotemburgo, tem a Lernia e a Folkuniversitet e o ritmo do curso é diferente em ambas, na Folk é mais rapidinho. E é claro que eu paguei o pato e fui parar na Lernia. O SFI tem o A, B, C e o D. Geralmente a gente cai no C, alfabetizado, sabendo o básico ou nada de sueco. Dá para fazer o C e o D em média 6 meses. Poréééééém, pra conseguir isso você vai ter que pentear muito macaco e estudar SOZINHA porque o curso é só enrolação! Principalmente porque a maioria dos estudantes são refugiados e foram alfabetizados aqui, ou seja, eles vão levar muito mais tempo para aprender do que você. E as aulas são fraquinhas, fraquinhas. Então vai da sua boa vontade e esforço. E o melhor de tudo, se conseguir terminar todo o curso antes de ter completado 15 meses de residência na Suécia, você descola um bônu$$ de SEK 12.000 após ser aprovado no teste nacional. Mas essa mamata vai acabar no meio do ano que vem.

Importante: o visto te dá direito a viver aqui como qualquer outro cidadão, ou seja, você pode trabalhar, estudar.. enfim.
E para finalizar, eu posto aqui uma coisa muito viktig (importante):
Direitos do sambo – copiei da comunidade do Facebook “Brasileiros na Suécia”:
  • sambo não tem direito à herança do parceiro (somente através de testamento ou procuração)
  • no caso de separação, o sambo não tem direito aos bens materiais do parceiro
  • no caso de filhos em comum, só a mãe tem a guarda do filho (no entanto o casal pode solicitar o “gemensam vårdnad, a guarda em comum, no skattemyndigheter)
  • não se pode ser sambo e ao mesmo tempo ser casado
  • a relação de sambo se termina se um deles se casar ou entrar numa relação registrada
  • a relação de sambo também termina se eles se separarem ou se um deles, por exemplo, pedir dissolução do regime de sociedade de bens
  • sambo tem direito a tomar para si a residência mesmo não sendo bens do sambo – samboegendom
  • sambo não tem direito a pensão, mesmo eles tendo morado muito tempo juntos (diferente do Brasil)
  • sambos não podem adotar filhos em comum na Suécia
  • se um par sambo com filhos em comum decidem se separar, o pai tem que confirmar que ele é o pai. O mesmo não se aplica ao pai casado que se divorcia
  • se um par casado com filhos em comum se separar, ficará no apartamento alugado (hyresrätt) aquele que for ficar morando com os filhos. No caso de residência própria, aquele que decidir continuar morando na casa deverá resolver o problema de residência do outro.
  • se o casal de sambo se separar será sempre aquele que habitou a residência primeiro que permanecerá no local. Se eles compraram a propriedade juntos, então haverá a divisão da mesma e se um deles decidir permanecer na casa terá que resolver o problema de residência do outro.
  • se você é casado e paga uma previdência privada, você poderá ficar sem uma porte do que poupou em caso de uma separação, uma vez que hoje em dia essa conta faz parte dos “bens adquiridos”e pode, inclusive, ser transferido o total do valor ou parte dele para o parceiro. Isso não se aplica aos sambos
  • o visto de sambo dá direito a trabalhar e a estudar.
  • tem validade de 2 anos (antes do vencimento tem que ser marcada uma nova entrevista)

Só uma curiosidade:
aqui quem tem um relacionamento estável, é chamado de sambo (que pode ser definido como alguma coisa entre namorado-noivo-marido). E sueco meio que tem preguiça de se casar, já que a situação não muda muito quando pula de sambo para casados. (claro que os direitos aumentam..) Mas muita gente vive muitos anos como sambo, pelo simples fato de já morarem juntos e levarem uma vida idêntica a de casados. O visto para sambo é válido por 2 anos e é renovado automaticamente, e depois dá para aplicar para a cidadania após ter permanecido por 4 anos batidos no país sem ter se ausentado por mais de 3 meses durante esse período.
É isso! Hej då!

You Might Also Like...

No Comments

Deixe uma resposta